quarta-feira, 3 de abril de 2013

Dependência - Cannabis Sativa





Muitas vezes ouvimos falar que a maconha - Canabis  Sativa  é menos prejudicial do que o cigarro.

Há controvérsias. Já li alguns artigos científicos sobre a composição da erva onde relatam quantitativamente que ela possui sete vezes mais alcatrão  e monóxido de carbono do que o cigarro comum.
Uma revista francesa "60 milhões de consumidores" realizou uma pesquisa em uma máquina de fumar objetivando comparar  as proporções de alguns componentes da fumaça dos cigarros de maconha e tabaco e a conclusão foi de que se a pessoa fumar  três cigarros de maconha ao dia terá os mesmos riscos  de câncer e outras doenças cardiovasculares.


_Mas e daí? Eu não sou viciado!



A colocação que a maioria dos usuários fazem.



Mas quem é ou não é viciado em alguma coisa? Em níveis diferentes: Chocolate, frituras, massas, açúcar...



Dependente é quem não consegue passar sem a substância viciante.Porque precisa dela para se sentir bem, para se expressar, inspirar ou relacionar. 



Usar a substância viciante como forma de prazer, fugir da realidade ou para sublimar emoções é dependência psicológica, nada mais é que a expressão de dor da alma.



Antes do comprometimento físico, todos os canais energéticos  como meridianos, chacras, glândulas do corpo etérico já foram danificados.



E sabemos que esses bloqueios causam doenças físicas, emocionais e mentais.






O primeiro chacra atingido na dependência é o cardíaco. Isso  causa o distanciamento dos relacionamentos afetivos saudáveis e naturais. Ocorre o endurecimento do pericárdio, membrana que envolve o coração e o congelamento das emoções.

O binômio dar e receber  é substituído por uma relação onde o dependente suga as energias das outras pessoas.


A maconha também leva ao estado de alienação onde o indivíduo tem seu chacra raiz prejudicado. Esse chacra é o chacra da sobrevivência, da vinculação com a vida, conexão com a terra.



Acontece também desequilíbrio no chacra frontal ou terceiro olho responsável pela intuição .Por isso ocorre perda de motivação, metabolismo lento, aumento de agressividade e desinteresse pelos estudos facilmente observado nos adolescentes.





Para a cura acontecer o primeiro passo é reconhecer a dependência ou os males que estão sendo causados.

Despertar o amor incondicional e da esperança. buscar a mudança do sistema de crenças que causou o vício. Buscar as Terapias Complementares que ajudam  no tratamento como o Reiki, Terapia Floral, Aromaterapia, meditação, cristaloterapia.


Paz , Luz e Saúde!



Hellen Marques
Terapeuta Complementar Integrativa





Referências:

http://somostodosum.ig.com.br/
http://projetoluz.pontodeluz.net/




Nenhum comentário:

Postar um comentário